Atuação / Água

Captação da água

As unidades operacionais integrantes do sistema de abastecimento de Cocal do Sul estão abaixo descritas:

Captação Subterrânea

Os mananciais subterrâneos, também conhecidos como aquíferos são formações geológicas constituídas por rochas capazes de armazenar e transmitir quantidades significativas de água. A geologia da região de Cocal do Sul - SC é constituída por duas unidades estratigráficas: rochas sedimentares do Grupo Itararé, basicamente diamictitos e folhelhos rítmicos, sobrepostos por arenitos da Formação Rio Bonito (Grupo Guatá). Estas unidades estão sobrepostas diretamente ao embasamento cristalino (não aflorante no local) representado pela unidade estratigráfica denominada Suíte Intrusiva Pedras Grandes.

O SAMAE possui 04 poços artesianos disponíveis, todos com presença do mineral fluorita. A fluorita é principal fonte comercial do elemento Flúor usada para fluoretação da água, conforme portaria do Ministério da Saúde.

Captações Superficiais

O sistema de abastecimento de água de Cocal do Sul conta com três captações superficiais, assim denominadas:

  • Captação Superficial - Barragem Rio Cocal

A Barragem do Rio Cocal, rio mais importante de Cocal do Sul corta toda a cidade, é o rio com maior vazão disponível com aproximadamente 270l/s. A barragem está localizada no bairro Jardim Itália junto a Estação de Tratamento de Água.

  • Captação Superficial - Barragem Rio do Tigre

A Barragem do Rio Tigre localizado na Linha Vicentina, possui uma reserva de aproximadamente 60.000m³. O Rio Tigre apresenta uma vazão de aproximadamente 75l/s.

  • Captação Superficial – Barragem Linha Ferreira Pontes

A Barragem Linha Ferreira Pontes, tem capacidade de reserva de aproximadamente 60.000m³. Seu afluente apresenta a menor vazão de todos os rios, com aproximadamente 23l/s. Esta barragem está em área de proteção ambiental, cercada por vegetação nativa, onde possibilite que sua água apresente ótimas características físico-químicas.
Os Rios Cocal e Tigre são os principais rios em disponibilidade de água, devido à característica regional onde apresentam em excesso metais como ferro e manganês, na qual em algumas épocas do ano, a baixa oxidação e alta matéria orgânica da água torna difícil o tratamento destas águas.

Captação Superficial – Barragem Linha Ferreira Pontes
Captação Superficial – Barragem Linha Ferreira Pontes
Captação Superficial – Barragem Linha Ferreira Pontes
Captação Superficial – Barragem Rio Cocal
Captação Superficial - Barragem Rio do Tigre
Captação Superficial - Barragem Rio do Tigre

Tratamento da água

A Estação de Tratamento de Água convencional, localizada no Bairro Jardim Itália, é responsável pelo tratamento de 100% da água distribuída captada do Rio Cocal, Rio Tigre, Barragem Linha Ferreira Pontes e Poço Artesiano para ser distribuída a população. 
A água do Rio Cocal e Rio Tigre é recalcada por conjuntos motobombas através de redes adutoras.
Já a Barragem Linha Ferreira Pontes a água é transportada por gravidade. A ETA opera com sua capacidade máxima de tratamento de 65l/s.

Ao chegar à estação de tratamento, a água passa pelos seguintes processos, que engloba todas as fases necessárias para um tratamento completo.

1. Coagulação e Floculação
Nestas etapas, as impurezas presentes na água são agrupadas pela ação do coagulante, em partículas maiores (flocos) que possam ser removidas pelo processo de decantação. Os reagentes utilizados são denominados de coagulantes, o SAMAE utiliza o Sulfato de Alumínio.
Nesta etapa também é necessária a utilização de um alcalinizante (Cal Hidratada) que fará a necessária correção de pH para uma atuação mais efetiva do coagulante.
Na coagulação ocorre o fenômeno de agrupamento das impurezas presentes na água e, na floculação, a produção efetiva de flocos através de floculadores hidráulicos tipo Cox.

2. Decantação
Os flocos formados são separados da água pela ação da gravidade em tanques normalmente de formato retangular.
Existem duas unidades de decantadores, seguindo o mesmo número de floculadores de forma que a vazão de cada floculador é conduzida para o decantador equivalente.  Os decantadores serão de alta taxa, com a utilização de placas planas paralelas, com espaçamento de 10 cm entre as placas, na horizontal. A inclinação das placas será de 60° em relação ao eixo horizontal.

3. Filtração
A água decantada é encaminhada às unidades filtrantes onde é efetuado o processo de filtração. São quatro unidades funcionando como filtros rápidos com duas camadas de leito filtrante (areia e antracito), capaz de reter e remover as impurezas ainda presentes na água.
   
4. Desinfecção
Para efetuar a desinfecção de águas de abastecimento utiliza-se um agente físico ou químico (desinfetante), cuja finalidade é a destruição de microrganismos patogênicos que possam transmitir doenças através das mesmas. O SAMAE utiliza como agente desinfetante o cloro na sua forma gasosa, que é dosado na água através de equipamentos que permitem um controle sistemático de sua aplicação.

5. Fluoretação
A fluoretação da água de abastecimento público é efetuada através de compostos à base de flúor. A aplicação destes compostos na água de abastecimento público contribui para a redução da incidência de cárie dentária em até 60%, se as crianças ingerirem desde o seu nascimento quantidades adequadas de ion fluoreto.
O SAMAE utiliza como agente fluoretante em sua unidade de tratamento a água proveniente do poço artesiano, que contém teores de Flúor suficientes para atender a portaria em vigor.

NOSSA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DA ÁGUA

Estação de Tratamento de Água
Localização:

Rua Zelcy Paulo Burigo, S/N - Bairro Jardim Itália - Santa Catarina - CEP: 88845000

65 l/s
16.000 pessoas aproximadamente
Área rural e urbana de Cocal do Sul
Coagulação, floculação, decantação, filtração, desinfecção, fluoretação.